O Centro de Artes ABOCA (Associação Baiana e Observatório de Cultura e Arte), nasce através do desconhecido mundo do fotógrafo e pesquisador Vinícius Lima, que diante das destruições físicas e abstratas da nossa cidade, se atira para uma batalha épica e quixotesca, tendo apenas como arma a sua efervescente mente criativa.

Após ocupar uma ruína no Centro Histórico de Salvador, ele tornou sua morada a morada de várias expressões artísticas. Com o objetivo de praticar a mobilização popular, educar e incentivar novas formas de interpretações das nossas convicções históricas, artísticas e culturais.

Aboca conta com espaço para a exibição de vídeos e palestras e uma galeria de arte diferenciada e com acervo próprio composto por obras de renomados artistas plásticos como Carybé, Carlos Bastos, Betty King, Waldomiro de Deus, Juarez Paraiso, Reginaldo Bonfim entre outros, proporcionando a todos o acesso direto a obras de arte, de forma gratuita, contribuindo para educação através da arte e do reaproveitamento de materiais, além de trazer semanalmente nomes importantes do cenário artístico, político e cultural nacional e internacional, através de projetos como o Quarta a Gente Arranja onde desde 2014 o cantor e compositor vanguardista e visíonário Jota Velloso em parceria com Vinícius Lima, Mestre Ras Ciro Lima e Coordenação da Produtora Liza Araújo, vem transformando os escombros desse antigo casarão no centro histórico de Salvador no maior laboratório embrionário da arte baiana, já marcaram presença nomes como: Armandinho, Paulinho Boca de Cantor, Mariene de Castro, Matheus Aleluia entre tantos.

Circulando por lá estão entre artistas, escritores, produtores,fotógrafos, jornalistas, estudantes, professores… Pessoas com um gosto comum: o de ser tomado pela arte em todos os sentidos.

E é isso que Aboca faz.

Veja aqui o Sobe Desce deste local

  Segunda-feira, terça-feira, quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira, sábado e domingo das 17:00 às 00:00

  Rua dos Marchantes, 12

  71 2137-6808

  abocacentrodeartes@gmail.com